quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Base governista de Sartori nega pedido de informações sobre ilegalidade no Marrecas

Nessa quarta-feira, 19, o pedido de informações sobre servidores e máquinas da Prefeitura que foram flagrados trabalhando na barragem do Marrecas foi negado na Câmara de Vereadores. Por oito votos a nove (com desempate da Presidente Geni Peteffi) o requerimento apresentado pelo vereador Rodrigo Beltrão (PT) será arquivado - e provavelmente enviado ao Ministério Público. Foram mais de uma hora e meia de debates e votaram contra o pedido: Alaor de Oliveira (PMDB), Mauro Pereira(PMDB), Edson da Rosa (PMDB), Felipe Gremelmaier (PMDB), Francisco Spiandorello (PSDB), Pedro Incerti (PDT), Gustavo Toigo (PDT) e Vinícius Ribeiro (PDT).

A base governista do Prefeito Sartori ficou com medo que mais um problema relacionado à faraônica obra viesse à tona e não quis pagar para ver. Não se trata de parar a obra novamente, como alguns quiseram alegar, mas de pôr às claras uma irregularidade cometida pelo gestor que já está pagando pelo serviço a uma empresa contratada.

A pressa do Governo e da mídia burguesa é tanta para a inauguração da obra que hoje, no Burguseiro, nenhuma linha foi escrita para resgatar o absurdo que ocorreu ontem na Câmara de Vereadores. Em vez disso o jornal apresentou uma matéria afirmando que a Represa Marrecas está prestes a ser enchida.

Confira a matéria: Mais uma ilegalidade no Marrecas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com