Projeto modifica plano diretor para beneficiar mega empreendimento

Um mega empreendimento privado que ocuparia uma área de mais de 80 hectares é o beneficiado de um projeto de lei, proposto pelos vereadores Mauro Pereira (PMDB) e Eloi Frizzo (PSB). Os dois vereadores querem modificar a classificação de uma área de 876.600,00 metros quadrados, dentro da bacia de captação do Faxinal, para Zona de Interesse Turístico. Esse projeto beneficiaria o Golf Club, isso mesmo um clube de golfe.

Se você é uma das pessoas que não fazia ideia que Caxias tem um campo de golfe não se ache assim tão desinformado. Golfe com certeza não é um dos esportes com mais participantes no mundo apesar de fazer parte do imaginário popular, principalmente difundido pelo cinema onde ricaços decidem o futuro de países e empregos num campo de golfe. Fora distorções a parte o que salta aos olhos e o que mudar a classificação de uma área afeta na prática.

A primeira coisa é que ela deixa de ser zona rural e passa a ser área urbana. Com isso dobra o potencial construtivo da área, como alertou a vereadora Denise Pessoa (PT), numa audiência pública na última sexta feira. Outro fator é que a área é bacia de captação, por esse motivo o projeto deveria, além de ser encaminhado pela prefeitura, deveria ser estudado pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema), além do Conselho Municipal do Turismo (Comtur) e pelo Conselho Municipal de Planejamento e Gestão Territorial (Conseplam). Somente esse último analisará o projeto. A vereadora tentou aprovar o envio dele para os outros conselhos porém sua proposição foi derrotada em plenário.

O argumento dos vereadores proponentes chega a ser ridículo. Segundo Frizzo o empreendimento tem vantagens turísticas. Já dá para imaginar ordas de golfistas subindo a serra para jogar golfe. Mas o que é mais estranho é que a iniciativa é do legislativo. Geralmente quem propõem ações para ampliação ou estabelecimento de novos empreendimentos é o Executivo. Os dois vereadores, inclusive, são conhecidos por serem extremamente favoráveis a mudança do plano físico urbano da cidade para beneficiar a construção e até a especulação imobiliária.

Com certeza a agilidade que não é dada a algum empreendimento popular será dada a esse mega empreendimento.  Na Câmara o projeto deve passar com bastante facilidade já que a maioria do parlamento é favorável a conceder vantagens aos mais ricos. Porém antes de chegar a Câmara alguns atrasos deverão acontecer.

A presidente do Conseplan, Sislaine Simonetto, reclamou do curto prazo que a comissão teria disponibilizado, para que o órgão se preparasse para a audiência de hoje. Segundo ela, o conselho ainda não conseguiu se reunir, para tratar do assunto. Por isso, apresentou ofício. Por meio dele, atentou que, para qualquer alteração no Plano Diretor, é obrigatório o envio prévio da proposta ao Conseplan.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores

Comentários

  1. Quanto está valendo um Título nesse Clube hoje e quanto valerá após a mudança da lei caso ocorra? É uma piada o que estão fazendo... Vai ter jet também no Faxinal???

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados