quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Situação da Palestina será debatida durante Fórum Social temático em Porto Alegre


A partir desta quarta-feira (28/11), delegações de mais de 30 países chegam a Porto Alegre para participar do Fórum Social Mundial Palestina Livre. O objetivo do evento, que acontece até sábado (01/12) é prestar solidariedade aos palestinos e dar visibilidade ao panorama atual da situação em que se encontram.

O Fórum que inicialmente tinha apoio de diversos órgãos governamentais entre eles a Prefeitura de Porto Alegre, mas, uma pressão da comunidade judaica fez com que os apoios fossem retirados. De maneira vergonhosa a Prefeitura retirou o apoio, o Ministério Público cancelou a cedência das dependência, que já haviam sido reservadas e a Assembleia Legislativa só não entrou no mesmo barco por pressão de vários deputados.

Os argumentos da comunidade judaica são ridículos. Eles temem atos de violência por parte das delegações palestinas. Esquecem, entretanto, que nas várias edições do Fórum Social Mundial militantes israelenses e palestinos debateram lado a lado. Talvez a diferença é que os "lideres" israelenses locais sejam favoráveis aos atos de violência praticados pelo Estado de Israel na Faixa de Gaza.

O governador Tarso Genro, por outro lado, manteve uma postura democrática e confirmou o apoio e a cedência de espaços para garantir o debate e a busca de uma solução pacífica para o conflito.

Ao todo 157 entidades, de todo o mundo apoiam o evento.

Atividades

A maior parte das atividades serão realizadas na Usina do Gasômetro. A programação é ampla e inclui conferências, oficinas, seminários e diversas ações autogestionadas criadas por organizações sociais e entidades da sociedade civil. Entre os assuntos que estarão em pauta, se destacam a ocupação militar e a colonização promovida por Israel, a construção do muro na Cisjordânia e a situação dos refugiados e presos políticos palestinos.

Segundo os organizadores do evento, são aguardadas as presenças do cartunista Carlos Latuff, do escritor e ativista paquistanês Tariq Ali e da filha mais velha de Che Guevara, Aleida Guevara. Ao longo da programação, também haverá apresentações de músicos e de grupos folclóricos. O portal do Fórum traz outras informações.

Na semana passada, os organizadores do Fórum divulgaram um vídeo com pessoas de diversos países que se mobilizam para o evento. Assista:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com