quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Polentinhas: Assis tenta se explicar

Depois de termos republicado, em primeira mão, para Caxias do Sul sobre o uso de verba de gabinete, pelo deputado Assis Melo (PCdoB), para contratação de uma pesquisa com o claro propósito de sondagem para sua candidatura a prefeito, o deputado e o restante da imprensa caxiense também deu divulgação ao fato.

Ontem o deputado Assis emitiu uma nota pública (leia abaixo) sobre o assunto. Nela ele chama o "IPO", que trabalha extremamente focado na cidade de Pelotas e pouco conhecido da maioria dos caxienses, de "renomado instituto de pesquisa" e ainda esclarece que não teriam sido 3 pesquisas mas 1 pesquisa paga em 3 parcelas.

Ao contrário da fala raivosa do colunista Marcio Serafim, na edição de hoje do Pioneiro, não achamos que a verba parlamentar é mamata. Esse é o diálogo do senso comum, do caminho fácil e que nos desobriga a pensar. Se bem usados, esses recursos são fundamentais para que o trabalho parlamentar aconteça. Não podemos exigir que um parlamentar esteja nos nossos municípios se não há recursos para deslocamento. Não podemos exigir contato permanente se não existir escritórios regionais, nem recursos para o uso de telefone, correio, etc. O que é necessário é que os recursos sejam realmente usados para o fim que eles são destinados. Pesquisa de opinião é importante, se for para embasar a ação do mandato, nesse caso, ficou claro que a intenção era preparar o terrreno para a disputa eleitoral.

Em nosa opinião erraram Assis, por achar que somos ingênuos e errou o colunista do Pioneiro por defender o sucateamento das instituição brasileiras. Nem um, nem o outro.



NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Correio Brasiliense, importante veículo de comunicação do país, publicou em sua edição de domingo (Número 18.130) matéria acerca do uso da verba indenizatória da Câmara Federal.
O texto faz menção à utilização dessas verbas para custear possível “pesquisa eleitoral” por parte deste deputado federal.
Sobre o publicado, cujo novo texto presente na edição de segunda-feira, desta feita denominando o trabalho de pesquisa por mim realizado como sendo “despesas de campanha”, venho esclarecer o que segue;

1 – A pesquisa de opinião é um método amplamente utilizado, seja pela iniciativa privada, seja por entes públicos para aferir a repercussão de seus atos, balizar sua atuação e realizar correções quando estas se fazem necessário;

2 – A atuação de um parlamentar, como servidor público que é, deve estar em sintonia com o desejo e as aspirações daqueles que nele depositaram a confiança e o voto para lhes representar no parlamento;

3 – A exemplo de anos anteriores contratei um renomado instituto de pesquisa do RS para aferir a repercussão de minha atividade parlamentar na Câmara dos Deputados, objeto principal da pesquisa, que era dividida nos seguintes tópicos:
– Principais problemas que afetam os moradores;
– Avaliação da atuação do Deputado Federal Assis Melo;
– Principal ação ou projeto do Deputado Federal Assis Melo;
– Realizações mais importantes de Assis Melo;

4 – Foi realizada apenas 01 (uma) pesquisa e não “três levantamentos” como afirma a matéria publicada, cujo pagamento, esse sim, foi dividido em 03 (três) parcelas;

5 – O público alvo da pesquisa foi o município de Caxias do Sul, cidade polo da Serra Gaúcha e que foi responsável por quase 75% dos votos que obtive nas eleições de 2010, levando-me a ser o 3º mais votado de uma coligação que elegeu 05 (cinco) deputados federais no Estado do RS;

6 – A pesquisa foi realizada no mês de março de 2012, portanto 07 (sete) meses antes da eleição, ou quase 03 (três) meses antes das convenções eleitorais que homologaram as candidaturas ao pleito de outubro de 2012. Portanto, o trabalho realizado não guarda nenhuma relação com “pesquisa eleitoral ou despesa de campanha” como insinua esse periódico;

7 – Apenas para constar, acerca da atuação desse parlamentar, a pesquisa realizada naquela ocasião apontou UM ÍNDICE DE AVALIAÇÃO POSITIVA DE 46% DOS ENTREVISTADOS acerca do trabalho legislativo realizado, sendo destacada a luta em defesa dos trabalhadores e a conquista de uma Universidade Pública para a região da Serra Gaúcha.

Certo de ter fornecido as informações necessárias para evitar possível dano à imagem deste parlamentar.

Atenciosamente

Assis Melo
Deputado Federal (PCdoB-RS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com