Dois pesos e duas medidas na fiscalização da prefeitura - parte 4

Fica cada dia mais evidente que a fiscalização da prefeitura municipal de Caxias do Sul é extremamente seletiva. Veja esse exemplo publicado no Facebook:

"Terminou por volta das 11 horas da manhã deste domingo a festa do Havana Café! Por toda a noite e quase toda manhã os moradores da proximidade foram importunados com o barulho produzido pelo estabelecimento, que eles insistem em chamar de música. Alguns vizinhos ligaram para a polícia e para a Prefeitura, e receberam a informação que não havia viaturas disponíveis. O problema não é de hoje. Tramita na Secretaria do Meio Ambiente, desde janeiro, abaixo-assinado com pedido de providencias, sem qualquer resposta. A fiscalização da Secretaria do Urbanismo, quando comparece no local, é iludida, com a retirada de caixas do som da área externa, que são recolocadas logo em seguida. E como nenhuma outra providencia é tomada, os que andam à margem da lei seguem em frente!"
Recentemente fecharam um casa noturna, no centro da cidade, por muito menos motivos. Será que  o secretário Municipal de Urbanismo, Fabio Vanin (PP), também tem relações conflitantes com donos de casas noturnas como alguns de seus CCs?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados