terça-feira, 29 de outubro de 2013

Mesmo faltando médicos nas UBSs, Prefeitura recusa médicos do Mais Médicos

Enquanto faltam médicos nas UBSs prefeitura recusa
auxílio do Mais Médicos
Atualizado às 11h50 e às 16h06 (30/10)

Está faltando médicos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Caxias do Sul. Isso é público e notório. Porém no mesmo dia em que uma notícia sofre a falta de médicos em Caxias vai no ar, a secretária de saúde, Dilma Tessari, anuncia que a prefeitura abre mão dos profissionais do Mais Médicos.

De manhã cedo, Fabio Carnessella, da Rádio Viva, noticiou que moradores do bairro São Vitor Cohab foram às 5h30min para a fila do posto de saúde, nesta terça feira (29). Segundo os moradores eles ficaram, mais uma vez sem atendimento médico. Um cartaz falava que o pediatra e o clínico geral estavam fora por tempo indeterminado e, a outra médica, ligou avisando que não iria trabalhar hoje.

Hoje a tarde a secretária Dilma Tessari afirmou à reportagem da Rádio Gaúcha Serra, que os 7 médicos do programa Mais Médicos, que viriam para Caxias não virão mais! Segundo a secretária "nós não temos onde colocar os médicos". Tessari alega que foram feitas contratações para os quadros de Estratégia da Família, que é onde os profissionais do Mais Médicos atuam, em caráter emergencial. Ela alega que não havia confirmação se os médicos viriam. Estranho isso já que esse foi um dos assuntos mais debatidos no país nos últimos 3 meses.

Em entrevista ao Jornal Pioneiro, de hoje, a secretária tenta dar explicações de sua decisão de rejeitar os profissionais do Mais Médicos. Ela demonstra que há uma profunda falta de gestão na  secretaria de saúde. Segundo Tessari se um médico não trabalhar na Estratégia da Família, que tem salário completado pelo Governo Federal, o salário do profissional cai de R$ 9 mil para R$ 2 mil. Segundo a própria secretária o Governo Federal é responsável por aumentar em 400% o salário dos profissionais que trabalham no programa.

Então não está faltando dinheiro. Está faltando competência. É impensável que o Ministério da Saúde, no programa mais polêmico dos últimos anos não iria combinar antes com os municípios. Até por que existe uma contrapartida municipal para receber os profissionais do Mais Médicos na cidade.

Lamentável também a frase da secretária sobre os médicos estrangeiros: "Quero que eles entrem pela porta da frente". Obviamente eles entrarão pela porta da frente, mas lamentavelmente não será em Caxias do Sul.  Pior para os caxienses, mais sorte para outros municípios. Segundo o Ministério da Saúde os profissionais serão realocados para atender outras comunidades.

Qual será a desculpa que o governo Alceu vai dar para a próxima falta de médicos?

Governo Federal determina que Caxias recebe 5 médicos do Mais Médicos

Mesmo sem concordância do governo municipal, o Ministério da Saúde determinou que Caxias do Sul receba cinco dos sete profissionais do programa Mais Médicos, devolvidos ao governo federal pela prefeitura. A informação foi repassada, à imprensa, na tarde de hoje (30).

Preconceito e desrespeito para com a população


Coube ao presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremers-RS), Fernando Mattos, destilar todo o preconceito ao programa Mais Médicos. Para Fernando a secretária agiu corretamente em não aceitar os médicos estrangeiros. Não importa se a população terá ou não atendimento. Para o Conselho de Medicina é melhor fazer politicagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com