R$ 2,1 milhões bueiro a baixo

Não foi de graça que o Ministério do Trabalho embargou as obras da Rua Jacó Brunetta por cerca de 70 dias no primeiro semestre deste ano.

Segundo relatos, a obra licitada no Governo Sartori, que tinha como um de seus objetivos acabar com os constantes alagamentos, foi bastante amadora. A rua foi asfaltada e os tubos suterrâneos, que deveriam escoar a água, não fizeram diferença.

Finalizada a obra, os moradores se viram novamente às voltas com os transtornos dos alagamentos. Após a chuvarada de sábado, a rua ficou intransitável e casas foram invadidas pela enxurrada.

Quem perde mais? Os moradores que têm um prejuízo altíssimo com os alagamentos ou o município unteiro que pagou mais de R$ 2 milhões por uma obra que não funciona?
E o Secretário de Obras, Adiló Didomênico, tem a coragem de confirmar que as tubulações recém instaladas não são suficientes para dar vazão à água. A Prefeitura terá que construir uma nova rede.

Irresponsabilidade: R$ 2,1 milhões que se foram bueiro a baixo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados