terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Seminário em Porto Alegre discute juventude rural e agricultura familiar

Fonte: Assessoria Comunicação MDA

Os caminhos para um projeto estratégico de desenvolvimento rural e as políticas públicas direcionadas à juventude que vive no campo estarão no centro do debate de seminário que ocorre nos dias 5 e 6 de fevereiro, em Porto Alegre (RS).

Com o tema Juventude Rural e Agricultura Familiar, o evento terá a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, que irá proferir palestra durante a abertura. “Para garantir a permanência da juventude no meio rural é tão importante discutir acesso à educação, aos serviços de saúde, ao lazer e à cultura, quanto debater a política agrícola e as políticas agrárias”, destaca o ministro.

O seminário, que vai contar com lançamento de livros e debates, também será um espaço privilegiado para revisitar as propostas discutidas na 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (CNDRSS), realizada em Brasília em outubro de 2013. Os Grupos de Trabalho do segundo dia do evento irão abordar temas como educação do campo, cooperativismo e acesso à terra e infraestrutura, com a finalidade de viabilizar um plano de ação.

Valorização e autonomia dos jovens rurais
Entre os objetivos do encontro estão refletir sobre os desafios da sucessão familiar no campo, e como a integração de políticas públicas pode contribuir para a autonomia econômica e social da juventude no meio rural, possibilitando seu pleno desenvolvimento.

Para a secretária nacional de Juventude, Severine Macedo, o diálogo entre governo, movimentos sociais e as mais variadas organizações de juventude do campo é fundamental para a construção de um programa robusto para este segmento. “Estamos falando de cerca de oito milhões de jovens que são centrais para o desenvolvimento sustentável do País, para garantirmos segurança e soberania alimentar, justiça social e qualidade de vida para o campo e a cidade”, enfatiza a secretária.

Durante o evento ainda ocorrerá a assinatura do decreto que institui o Comitê Estadual que irá coordenar as ações do Rio Grande do Sul relativas ao Ano Internacional da Agricultura Familiar (Aiaf). O Aiaf foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) para ser celebrado em 2014 com diversas ações organizadas mundialmente.

Lançamento de livros

O público do seminário também poderá conhecer os estudos mais recentes gerados pela parceria entre o Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (Nead/MDA) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), com o lançamento de duas publicações.

A pesquisa Juventude Rural, Agricultura familiar e Políticas de Acesso à Terra no Brasil foi proposta pelo MDA a partir de demanda do Grupo de Trabalho de Juventude Rural da Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf). A reflexão foi possível a partir de dados da realidade brasileira e de estudos de caso em áreas de atuação do Programa Nacional de Reforma Agrária e do Programa Nacional de Crédito Fundiário, nas regiões Nordeste e Sul. O resultado são algumas recomendações para a melhor inserção da juventude rural nos programas e políticas de acesso à terra.

O livro Concepções da Ruralidade Contemporânea: as Singularidades Brasileiras traz os primeiros resultados da pesquisa Repensando o Conceito de Ruralidade no Brasil, que propõe novas formas de caracterizar o campo e analisa como essas medidas se refletem nas políticas adotadas, considerando a diversidade e as relações econômicas e sociais desse espaço tão heterogêneo.

O Seminário Juventude Rural e Agricultura Familiar é promovido pelo MDA – por meio da Assessoria de Juventude e do Nead –, Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Rio Grande do Sul (SDR/RS) e pelo IICA.

O evento será realizado no centro da capital gaúcha, no Hotel Embaixador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com