segunda-feira, 3 de março de 2014

Top 5 Polenta News, Fevereiro 2014


Lasier Martins emprega a namorada na Assembleia Legislativa e o secretário Washington Stecanela tenta dar um carteiraço numa bliz da lei seca. Esses dois casos renderam 3 do nosso Top 5 no mês de fevereiro. Veja abaixo as matérias mais lidas no mês.


É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa  -  Lasier Martins (PDT) candidato a senador arranjou um emprego na Assembleia Legislativa, por R$ 12 mil, para a namorada. Se função real ela foi exonerada quando o assunto veio a tona. Além de ser nosso post mais lido em fevereiro, é o vice lider de toda a nossa história (por enquanto).

Médico cubano que atendeu paciente grave no lugar do plantonista que faltou ao trabalho é denunciado pelo sindicato médico - Autoexplicativo. Médico brasileiro se atrasa, profissional estrangeiro evita que paciente morra e sindicato médico fica do lado do faltoso.


Whashington parado em blitz - Secretário dos ESportes, Washington Stecanela (PDT) é parado numa blitz, tenta dar um carteiraço, não consegue e carteira é apreendida. Nesse dia ele negou que foi parado em um blitz e requisitou que um colunista do Pioneiro validasse a história para ele.

Secretário Washington estava alcoolizado no dia que deu carteiraço na blitz. Minstério Público vai analisar o caso - Indignados com a mentira que o secretário Washington estava contando uma dezena de pessoas procuraram o Ministério Público para denunciar o caso do carteiraço na blitz.

Colunista do Florense parte para baixaria e é exemplo de mau jornalismo - Colunista do Jornal O Florense, que é suplente de vereador do PSDB, escreve um texto com dezenas de afirmações machistas, preconceituosas, e por aí vai. É duramente questionado. Editor do jornal vacila, mas por fim tira a coluna do sujeito da internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com