sábado, 19 de julho de 2014

Ana Amélia e Tarso Genro polarizam a disputa para o governo do Estado

Mais de três meses depois da última pesquisa Ibope/RBS e o cenário da disputa do Piratini não mudou. Ana Amélia (PP) e Tarso Genro (PT) lideram a disputa com uma distância gigantesca em relação aos demais concorrentes.

Na pesquisa estimulada, Ana Amélia teria 37% das intenções de voto enquanto Tarso Gerno teria 31%. Bem atrás vem José Ivo Sartori (PMDB), com 4%, Vieira da Cunha (PDT) com 2%, João Rodrigues (PMN) e Roberto Robaina (PSOL) com 1% e Edson Estivalete (PRTB) e Humberto Carvalho (PCB) não pontuaram. Para 9% dos entrevistados o voto seria branco ou nulo, um número muito mais baixo que a média nacional. Ainda 15% das pessoas não sabem ou não opinaram.

Em comparativo com a pesquisa anterior (veja aqui) praticamente não há variação. Ana Amélia e Sartori cairam 1 ponto, tudo dentro da margem de erro. A surpresa, se é que podemos chamar assim são os índices inexpressivos de Sartori e Vieira da Cunha. Os dois candidatos fizeram esforços enormes para serem indicados por seus partidos e, até agora, ainda não mostraram potencial nenhum. Sartori contará com uma ajuda, em agosto, quando começar o horário de propaganda eleitoral na TV e Rádio. Sua coligação conta com o segundo maior espaço. Se ele crescer em cima dos votos de Ana Amélia a eleição poderá, novamente, ser decidida no primeiro turno.
Apesar da vantagem da Senadora a maior parte dos entrevistados acha que quem vai ganhar a eleição é Tarso Genro. Para 37% dos entrevistados o petista será o nome governador, enquanto 32% das pessoas apostam em Ana Amélia.

Outro dado apontado pela pesquisa Ibope é o sentimento dos gaúchos em relação ao seu futuro. 55% dos entrevistados estão otimistas ou muito otimistas em relação ao futuro. Os pessimistas são apenas 15%.

Quando o entrevistado era questionado sobre a comparação de sua vida atual em relação há 5 anos atrás, 46% acham que suas vidas melhoraram, 15% afirmam que piorou e 39% que ficou igual. Um claro sinal de que o humor do gaúcho não anda tão amargo assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com