terça-feira, 22 de julho de 2014

Tucano Aécio Neves gasta R$ 14 milhões de recursos públicos para construir aeroporto dentro da fazenda de seu tio

Candidato a presidente da república pelo PSDB, Aécio Neves, está rebolando para explicar o injustificável: O governo do estado de Minas Gerais, quando ele era governador, gastou R$ 14 milhões para a construção de um aeroporto nas terras de seu tio.

Construído no município de Cláudio, a 150 km de Belo Horizonte, o empreendimento ficou pronto em outubro de 2010 e seria administrado por Múcio Guimarães Tolentino, tio-avô do senador e ex-prefeito de Cláudio.

De acordo com a publicação, para pousar no local, é preciso pedir autorização aos filhos de Múcio. Segundo um dos filhos de Múcio, Fernando Tolentino, seu primo Aécio Neves usa o aeroporto "seis ou sete vezes" por ano, em visita a cidade ou a Fazenda da Mata, a 6 km do aeroporto.

A pista tem 1Km de extensão (foto) e condições de receber aeronaves de pequeno e médio porte, com até 50 passageiros. O local não tem funcionários e sua operação é considerada irregular pela ANAC. Apesar disso a foto do Google Earth mostra uma aeronave estacionada.

Um jornalista da Folha de São Paulo foi até a Prefeitura de Cláudio e se passou por uma pessoa interessada em usar o aeroporto da cidade. O Chefe de gabinete do prefeito, José Vicente de Barros, disse que Múcio Tolentino (tio de Aécio), deveria ser procurado. "O aeroporto é do Estado, mas fica no terreno dele".

Ao mostrar as instalações para um possível usuário, Tolentino foi questionado se seria necessário o pagamento de alguma taxa. "Não, o trem é público, vai cobrar como?", afirmou.

A obra foi executada pelo Departamento de Obras Públicas do Estado [de Minas Gerais] e fez parte de um programa lançado por Aécio para aumentar o número de aeroportos de pequeno e médio porte em Minas.

4 comentários:

  1. bando de babacas antes de postar abobrinha vão se informar melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O leitor tucano poderia apresentar provas que demonstrasse "as abobrinhas", porém a cada dia se descobre mais e mais mal versações do dinheiro público no governo tucano de Aécio Neves.

      Excluir
    2. E o LULAdrão e Dilma tem áurea???
      Fernando Tolentino (parente d Aécio), foi entrevistado pelo Estadão ontem (25/07/2014):
      Estadão: Afinal, de quem é o aeroporto?
      Fernando: Aquilo sempre foi de uso público por mais de 50 anos. Quando estavam fazendo o asfalto na rodovia (ditadura), o diretor da firma pediu que eu cedesse um faixa para ele descer com o avião. Aí todo mundo passou a usar.
      Estadão: Quando era prefeito, o sr. recebeu verba para reformar a pista e está sendo processado por isso. Teve os bens bloqueados?
      Sim, a fazenda (desse aeroporto), mas meus advogados estão cuidando (dês dos anos 90). Eles sabem melhor do que eu. Fui prefeito duas vezes, de 1963 a 67 e de 1983 a 88. Quando o Tancredo (Neves) era governador, a pista já era muito usada e ele mandou arrumar. Lá nunca foi particular, muita gente sempre usou e ainda usa.
      Estadão: Quando Aécio desapropriou, ele conversou com o senhor?
      Fernando: Não. Eles queriam pagar, me parece, R$ 4,00 o metro na época. O terreno todo em volta é meu e ali tem umas 60 indústrias. O preço ali é bem além do que foi oferecido. Com certeza o próprio
      governo veio fazer uma pesquisa e queria pagar uma bagatela. Não aceitei e está na Justiça. Não recebi um centavo, nada. Tenho que receber, espero que a Justiça resolva.
      Estadão: O sr. tem a chave do aeroporto?
      Fernando: Não. Não tenho avião e nem entro lá. O terreno em volta, que é meu, está todo aberto.
      Estadão: Então quem controla a área?
      Fernando: Não sei. Não sou eu. Hoje é só amolação. Não estou bem de saúde, estou com 87 anos. Só sinto não poder dar informações mais detalhadas. Um aeroporto faz falta. Aqui é um polo de fundição
      vigoroso, vem gente até da China, do Canadá.
      Estadão: A pista é para uso de Aécio?
      Fernando: O aeroporto não é do Aécio, o que ele fez foi melhorar. A intenção era todo mundo usar, inclusive o governador. Quem utiliza é o Pedro de Oliveira e o Bráulio Campos, empresários que têm avião.
      Estadão: Há exploração política no caso?
      Fernando: O PT (coligação do prefeito local) é o único que não podia explorar isso, pois eles sabem quanto dói. É muita picuinha!

      Excluir
    3. O cara que é dono da fazenda, cúmplice da quadrilha é entrevistado e obviamente desmente tudo, ou o tucano aí de cima acha que ele iria confessar. E já apareceu outro aeroporto feito com dinheiro público em terras particulares, e tem o desvio de dinheiro da saúde e tem o helicoptero do pó. É só rolo na família tucana.

      Excluir

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com