quarta-feira, 25 de março de 2015

Fórum Social Mundial: marcha de abertura em Bardo, na primeira democracia do mundo árabe

Foto: Midia Ninja
*Por Fernanda Ramone, assessora de comunicação da Rebrip

Túnis recebe mais uma edição do Fórum Social Mundial (FSM). Sua tradicional marcha de abertura realizada hoje (24 de março) nas imediações do museu de Bardo propagou a mensagem de solidariedade e luta contra todos os tipos de terrorismos.

Cinco dias após o ataque terrorista que matou 22 pessoas, a marcha teve início sob forte chuva levando como lema central: “Os povos unidos pela liberdade, igualdade, justiça social e pela paz. Em solidariedade aos tunisianos e todas as vítimas de terrorismo, contra todas as formas de opressão”. O percurso da marcha foi alterado este ano pelos organizadores, que decidiram pelo trajeto nas imediações do museu de Bardo.

Marcada por superlativos e pluralidades, a marcha pacífica teve início sob forte chuva, reuniu cerca de três mil pessoas e inúmeras causas que compreendiam desde a liberdade da Palestina até a consolidação da democracia na Tunísia.

A Tunísia é considerada o berço da Primavera Árabe. A série de levantes populares que derrubou governos autoritários na região. A transição do país para um regime democrático é tida como o único caso de sucesso da onda de contestações, já que países como a Síria e o Egito estão assolados por conflitos. O país promoveu eleições parlamentares e elegeu seu presidente, no ano passado, o líder do partido laico Nidaa Tounès, Beji Caid Essebsi. Foi a primeira vez, desde a independência tunisiana do domínio francês, em 1956, que a população escolheu livremente o presidente do país.

O atentado ao Museu do Bardo foi o primeiro no centro da capital e atingiu o símbolo político do Estado, o Parlamento que fica ao lado do museu.

Os organizadores do comitê local do Fórum Social Mundial descartam a possibilidade de outro ataque durante o evento. O fórum espera reunir cerca de 60 mil pessoas e tem quase 1,1 mil atividades previstas entre 24 e 28 de março. Mais de 4 mil organizações de 118 países estão inscritos para participar do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com