quinta-feira, 12 de março de 2015

Guila recebe dinheiro de Gerônimo Goergem e ainda critica o PT

Há dias atrás, o vereador Guila Sebben compartilhou em seu Facebook a reportagem de um bandido que foi morto por populares, proliferando a arcaica e ignorante ideia do "bandido bom é bandido morto".
Foto Rádio São Francisco

Duas semanas depois seu partido, o PP (Partido Progressista - mesmo de Ana Amélia Lemos) foi escrachinado por ser o grande líder da corrupção na Petrobrás. Foram 32 políticos do PP denunciado.

Guila recebeu mais de R$ 24 mil de seu correligionário Gerônimo Goergem para financiar a sua campanha para deputado estadual nas eleições de 2014, ou seja, também levou uma fatia do bolo dos desvios da Petrobrás (confira no site do TSE a prestação de contas de Guila).

Gerônimo é um dos 6 deputados gaúchos do PP que apareceram na lista de denunciados pelo Procurador Geral da República, Ricardo Janot.

Na sessão da Câmara desta quinta-feira (12/03), Guila quis desviar o foco da onda de corrupção que assola o próprio partido e a si mesmo e foi vestido com uma camiseta "Fora Dilma e leve o PT junto". Além disso, apresentou um vídeo do ex-presidente Lula.

Os vereadores do PT não deixaram barato e criticaram duramente o vereador progressista, que de progressista não tem nada. Receberam ainda o apoio da juventude petista que esteve no plenário com cartazes contra a corrupção e com críticas ao PP: "PP o partido da moral de cueca".

Guila desrespeitou a história do Brasil, as autoridades políticas do ex-presidente e da atual presidenta Dilma e ainda milhões de brasileiros que votaram no PT. Como disse o vereador Beltrão, uma afronta à democracia.

Provavelmente o vereador quer incriminar os políticos petistas para que possa aumentar sua lista de fuzilamento, já que boa parte do seu partido pode ser emparedada, de acordo com sua míope visão - "bandido bom é bandido morto".

Ou, para salvar a própria pele, pode ser que Guila vire um árduo defensor dos direitos humanos e brade pela ampla defesa dos ditos "bandidos".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com