PSB também está na lista da Lava Jato

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) é o novo nome, de políticos, que estão sendo investigados pelo suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. Ele ficou fora da primeira lista do Ministério Público Federal. A PGR encaminhou, na quinta feira passada (12) a inclusão de seu nome no rol de investigados

O pedido de investigação do senador Fernando Bezerra Coelho baseia-se na delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Em depoimento dado em agosto do ano passado, Costa relatou que, em 2010, Bezerra Coelho pediu R$ 20 milhões para a campanha à reeleição do então governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em 2014 . Na época, Bezerra Coelho era secretário de Desenvolvimento da administração de Campos.

Segundo Paulo Roberto Costa, o pedido foi feito por Bezerra Coelho ao doleiro Alberto Youssef, que, de acordo com as investigações, era responsável por lavar dinheiro desviado de contratos da Petrobras.

Além de Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef também relatou pagamento de propina a Bezerra Coelho a partir de obras da refinaria Abreu e Lima. Segundo o doleiro, parte de uma “comissão” em um contrato teria sido destinada ao governo de Pernambuco para que fossem resolvidos problemas que poderiam prejudicar a obra. Ele disse acreditar que quem recebeu os recursos foi Bezerra Coelho, que, como secretário, iria “resolver o assunto”.

Em nota o senador afirma que nunca teve contato com Youssef e que está tranquilo para responder a todos os questionamentos. Ele admite contatos com Paulo Roberto Costa, mas diz que foram “estritamente institucionais, próprios do cargo que ocupava no estado de Pernambuco”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados