quinta-feira, 12 de março de 2015

Sartori só funciona no tranco

Nesta quarta-feira o Tribunal de Justiça gaúcho julgou mandado de segurança impetrado por quatro categorias de servidores estaduais e proibiu que o governo estadual parcele o salário desses servidores. 
A ação foi movida pelos sindicatos e entidades representativas dos soldados da Brigada Militar, inspetores, escrivães e investigadores de Polícia, agentes da Susepe e servidores do Instituto-Geral de Perícias.

Apenas essas quatro categorias serão beneficiadas pela decisão. Aliás, não poderia ser diferente o entendimento do Tribunal, pois parece que a mãe do Governador Sartori esqueceu de ensiná-lo que em salário não se mexe.

As trapalhadas de Sartori estão constrangendo o governo. Em apenas dois meses e meio foram várias decisões que tiveram de ser reconsideradas. Desde o próprio aumento salarial até a suspensão da licitação para compra dos lençóis de linho para o Palácio das Hortênsias.

Desta vez o Governador foi “pego” antes mesmo de dar o bote naquilo que é uma das coisas mais importantes a qualquer trabalhador: o seu salário.

Que feio, governador!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com