quinta-feira, 7 de maio de 2015

Falta de repasses do governo do estado aos hospitais poderá prejudicar 14,1 mil pessoas por mês

Os hospitais filantrópicos gaúchos realizaram uma mobilização, no dia de ontem (06), para cobrar do governo José Ivo Sartori (PMDB) o pagamento dos repasses atrasados referentes ao co-financiamento estadual do SUS.

O valore que o governo do estado devem aos hospitais é de R$ 207 milhões. Desse valor R$ 132 milhões são referentes a 2014 e R$ 75 milhões são de 2015, fruto dos cortes anunciados pelo governador Sartori.

Os hospitais filantrópicos são responsáveis por 75% do atendimento do SUS no Rio Grande do Sul. Só em Caxias do Sul o corte poderá representar 14 mil atendimentos por mês. O Polenta News já vinha anunciando, desde o começo do ano, que o corte dos repasses aos hospitais geraria prejuízos enormes à população (veja aqui). De janeiro para cá o governador só empurrou a situação com a barriga e agora, segundo a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, não há como as instituições suportarem esse rombo nas finanças todo o mês.

Até mesmo o Hospital Geral, que é do governo do estado e 100% SUS, enfrenta problemas.  Caso não haja acordo com o Estado, os atendimentos de média complexidade devem ser reduzidos em 42%, o que corresponde a 346 internações ao mês e 4,1 mil ao ano. Na área ambulatorial a situação é ainda mais preocupante: seriam 132 mil atendimentos pelo SUS a menos por ano, reduzindo em média 11 mil por mês. A direção do hospital não descarta demissões.

A entidade representativa dos hospitais está convocando para o próximo dia 13 de maio, quarta feira, um protesto na frente do Palácio Piratini.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com