Polentinhas: Sartori não pode governar sem se explicar à população

Questionado sobre a fala do comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, de Porto Alegre, que mandou participantes da Serenata Iluminada, no Parque Redenção, a chamarem o Batman após um assalto, o governador Sartori (PMDB) se recusou a comentar o assunto. 

O repórter da Rádio Guaíba, Gabriel Jacobsen, perguntou três vez ao governador enquanto ele se dirigia da Assembleia Legislativo até o Palácio Piratini. O governador seguiu em silêncio e foi cercado pelos seguranças.

O governador do estado não pode se calar quando um comandado seu sai da linha. Nesse caso a fala do comandante passa a mensagem que a Brigada Militar escolhe quais chamados atender, e pior, quer escolher quando as pessoas devem ou não sair de casa.

Qual a opinião do governador sobre isso? Ele concorda? Discorda? O que não pode é o silêncio pois isso parece demonstrar que não há nenhum comando no Piratini.

Nesses 5 meses cada vez mais fica demonstrado que Sartori não governa, navega pelo dia a dia e espera o que vai acontecer. A falta de comando poderá levar o estado para uma crise irreversível. Na última vez que Sartori foi emparedado por uma greve, a dos médicos, ela acabou durando 11 meses e só acabou com a proximidade das eleições e com a pressão sobre o presidente do Sindicato Médico que a situação iria prejudicar a eleição de Alceu Barbosa Velho para prefeito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados