Por falta de repasse do governo do estado Pompeia fechará leitos

O que já havia sendo tido há meses começou a acontecer. O Hospital Pompeia afirma que será fechados 5 dos 20 leitos de UTI Adulta e 2 dos leitos neonatal e ainda 11 leitos de enfermaria. Todos esses leitos são destinados ao SUS. 

O governo Sartori tem uma dívida de R$ 540 milhões em repasses com 245 hospitais filantrópicos e Santas Casas. Só ao Hospital Pompeia deixou de receber R$ 2,5 milhões nos 5 primeiros meses do governo do estado. 

Fatos semelhantes estão acontecendo em todo o Rio Grande do Sul. Mais de 14 mil por mês podem ser prejudicadas pelo corte dos repasses estaduais (veja aqui). E o problema não tende a terminar. Como Sartori prolongou o decreto de contenção de recursos os atrasos continuarão, no mínimo, até o final do ano e, com certeza, levará muito tempo para recuperar.

Outra consequência é que dificilmente o governo do estado irá cumprir o mínimo constitucional de 12% na saúde (conquistado no governo Tarso) sem que seja feito um grande malabarismo contábil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados