RBS: como uma manchete pode carregar um componente ideológico

Uma manchete pode passar uma ideologia? Pode! E nem precisa mentir ou deturpar, pode, simplesmente, modificar o ponto de vista do assunto.

O grupo RBS, e outros veículos, deram um bele exemplo disso nessa semana.

Mihões de pessoas, precisamente 26 milhões, de usuários do Facebook, utilizaram a ferramenta que coloria a foto do perfil (como fez o Polenta News). A iniciativa celebrava a aprovação do casamento gay pela Suprema Corte Americana.

Foram 26 milhões de usuário, mas também são 2% dos mais de 1 bilhão de usuários do Facebook.

Que número você usa? Aquele que é mais util a sua ideologia. Se os veículos da grupo RBS ou da grande mídia são sempre conservadores? Na nossa opinião na maior parte das vezes são.

As manchentes não mentem, mas também não dizem toda a verdade, ou não dão o impacto que a iniciativa teve.

Por isso que sempre dizemos: nunca leia somente a manchete.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados