"não saiam de suas residências na 2ª feira" alerta associações de policiais militares

O alerta foi divulgado em um documento assinado por nove associações de policiais militares.

A nota fala que o Governdo Sartori (PMDB) descumpre a lei e as determinações judiciais ao não pagar integralmente os salários dos servidores. As entidades afirmam, por conta disso, que os Policiais Militares e Bombeiros estão psicologicamente destruturados e não tem condições de efetuarem o serviço de policiamento ostensivo.

Por conta disso, segue a nota, "na segunda feira os servidores ficarão aquartelados, mas em respeito à sociedade as viaturas sairão para atendimento exclusivo de urgências/emergências, retornando logo após o atendimento aos quarteis".

E orientam "a população do Rio Grande do Sul, que vê a criminalidade se alastrar diariamente, que não saiam de suas residências na segunda feira".

Parea finalizar eles vão até onde nenhum policial gaúcho já foi, a beira da quebra da cadeia de comando, já que o governador é o comandante maior da Brigada Militar, ao afirmar que "não podemos receber ordens de quem não cumpre a lei e comete crime de desobediência".

Na manhã de hoje (31) antes da reunião de todas as entidades a Associação Beneficente Antonio Mendes Filho afirmou que iria pedir na justiça a prisão do governador Sartori por descumprimento da ordem judicial.

Na segunda feira haverá paralisação geral, por 1 dia de todos os servidores do estado. Nos outros dias as paralisações serão regionais até o dia 18 quando haverá uma assembleia geral unificada, a primeira da história do Rio Grande do Sul, que pode deflagrar uma greve geral.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados