segunda-feira, 13 de julho de 2015

Praça do Trem: uma disputa entre as áreas verdes e o concreto

Entregar uma praça à comunidade sempre é uma ação elogiável, ainda mais em uma cidade carente de espaços públicos. Retirar um poceiro, que utilizava um espaço público para obter lucros é outra atitude elogiável. Contudo fica evidente uma coisa em Caxias do Sul: o concreto ganha, de 7 x 1, a disputa com o verde na constituição desses mesmos espaços públicos. 

Foto: CRISTOFER GIACOMET

A Praça do Trem não é diferente. Lá o concreto ganhou. Nos 7 mil m² da área vemos muita calçada, alguma grama, e não chega a uma dúzia de árvores. Toda feita pelo Shopping San Pelegrino poderia muito bem estar dentro do próprio shopping tal é o grau de assepsia do local. Os utilizadores do espaço não precisarão se preocupar com as incomodas folhas que tanto atrapalham os usuários do Parque dos Macaquinhos, por exemplo. 

O shopping aproveita e comemora o investimento de R$ 1 milhão na obra dizendo que isso é um presente para a comunidade. Será? Ao se instalar nesse local, apesar de demorar anos para a conclusão da obra, o shopping não fez nenhuma obra de redução de impacto no trânsito, ambiental ou social. A praça talvez seja essa compensação. Não saberemos pois o assunto é considerado uma benesse e não uma obrigação. 

Melhor uma pista de concreto, com algum verde, do que não ter espaço nenhum? É melhor sim, mas aplaudir sem crítica não ajudará nada para que o verde ganhe mais espaço em nossa cidade tão cinza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com