A zoeira chegou no cartaz da Festa da Uva e com razão

Apresentado com a pompa e circunstância de sempre o novo cartaz da Festa da Uva (numa era dominada pelo digital) caiu na zoeira das redes sociais. O motivo?

A composição de imagens que compõem o cartaz acabam compondo dezenas de imagens que, digamos, não tem muito a ver com a festa da uva.

A predominância do amarelo e do laranja acabou criando um ambiente que algumas pessoas relacionaram com filmes do Antigo Egito. Vários internautas falaram que o cartaz se parece com o filme A Múnia ou do Indiana Jones.

A imagem principal (um homem naturalmente) foi relacionada com a Esfinge e até com o ex-técnico da Seleção Brasileira, Felipão.

Também é possível ver contornos de piramides e de carruagens egípcias.

Até mesmo a Rainhas e Princesas, que para os organizadores só tem função de enfeite, tem participação discreta no material da festa.

O cartaz foi produzido pela Fattore (e custou bem caro), parece que a equipe faltou (ou não entendeu direito) as aulas de Semiótica (estudo dos símbolos) que tem nas faculdades de comunicação. O estudo da Semiótica serve para evitar essas confusões.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados