Agosto será marcado por grandes manifestações

Agosto de 2015 será marcado por grandes manifestações populares, em especial no RS. São no mínimo 6 grandes manifestações nesse mês, sendo 3 de caráter nacional, 2 estadual e uma local.

Três dessas manifestações já ocorreram. No dia 11, o CPERS organizou nas principais cidades do RS atos contra o governo Sartori que parcelou os salários dos servidores estaduais. Em Caxias, o ato reuniu cerca de 300 professores. No dia 12, a 5 ° Marcha das Margaridas reuniu em Brasília 70 mil mulheres com o tema: Desenvolvimento Sustentável com Democracia. As mulheres foram recebidas pela presidente Dilma (PT) que se comprometeu com pauta das mulheres rurais. A presidenta foi ovacionada no estadio Mané Garrincha aos gritos de "nao vai ter golpe" "fica Dilma" e "fora Cunha", outra lema da marcha estampado na maioria das faixas e nos discursos era a seguinte: "Marcharemos até quando? até quando sejamos livres". A Marcha das Margaridas tornou-se um símbolo da retomada das relações do governo com os movimentos sociais, que no dia 13 receberá cerca de 1.000 lideranças, também com a presença de Dilma, inaugurando o programa Diálogo com os Movimentos Sociais.

Também no dia 12, os servidores municipais de Caxias do Sul paralisaram suas atividades na luta por aumento salarial e em repúdio ao prefeito Alceu Barbosa (PDT) que se mostra intolerante a pauta dos servidores.

No dia 16, a manifestação nacional será contra o governo Dilma. É a primeira vez que esse movimento terá apoio e financiamento explícito da oposição, em especial do PSDB. Em outras edições dessa manifestação, a tônica foi o golpe e os pedidos de impeachment e de intervenção militar. Se a pauta golpista continuar no dia 16, partidos como o PSDB definitivamente marcarão sua passagem do campo democrático para o campo do autoritarismo.

No dia 18, mesmo com o pagamento da segunda parcela do salário dos servidores estaduais, continua marcado o grande ato unificado de todas as categorias do estado. Professores, bombeiros, policiais militares, policiais civis, técnicos científicos e outros estarão nas ruas de Porto Alegre contra o parcelamento salarial do Governador Sartori (PMDB).

Por fim, no dia 20 os movimentos sociais vão as ruas em defesa da democracia e do governo Dilma. Serão centenas de cidades que farão manifestações contra o golpe de impeachment que esta sendo ensaiado no congresso. Em Caxias do Sul, a concentração esta marcada para as 17h na praça Dante.

Portanto, o mês de agosto é de grande efervecência política e social, basta saber de que lado você vai "sambar", dos trabalhadores ou dos patrões? da democracia ou dos golpistas?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados