sexta-feira, 28 de agosto de 2015

As prioridades do Governo Alceu. Serão as mesmas que as da maioria da população?

Esta semana a Secretaria do Tesouro Nacional deu o aval e o Ministério do Planejamento aprovou um financiamento para o Município de Caxias do Sul junto ao CAF (Confederação Andina de Fomento) no valor de R$ 50 milhões. Agora só falta aprovação do Senado.

O empréstimo servirá para custear os projetos de mobilidade urbana da cidade e foi aprovado pela Câmara de Vereadores. Serão feitos asfaltamentos no interior, construção de uma rotatória e dois viadutos.

Ok. Caxias precisa urgentemente melhorar sua mobilidade (o que não se faz apenas com pavimentações, mas com planejamento e incentivo ao transporte coletivo)

No entanto, chama a atenção o fato de que os projetos prioritários do Governo Alceu nunca são voltados à população que necessita de serviços públicos. Caxias possui atualmente um deficit de mais de 9 mil vagas na Educação Infantil (dados do TCE), as Escolas Municipais estão abarrotadas e a Assistência Social, ao invés de abrir programas, reduz cada vez mais o atendimento à população. Quanto à Saúde, basta um dia no
Postão para se certificar da calamitosa situação por que passam os usuários.

O olhar crítico não pode deixar passar desapercebidas as prioridades em que cada governo se empenha. A infraestrutura é importantíssima, mas não enche a barriga de ninguém. Não tira a pedra do sapato do trabalhador e da trabalhadora que não tem com quem deixar o filho ou não tem acesso a uma consulta especializada.

Por que nunca ouvimos falar de um empréstimo tão vultoso para a área social ou saúde?

Certos partidos e governos têm o discurso do “social” na ponta da língua somente na hora da campanha. O Governo do PDT em Caxias é um ótimo exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com