quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Feltes e mais quatro secretários não tiveram o salário parcelado

Feltes apresenta o parcelamento dos salários, que não atingia
ele próprio
Motivo? Os cinco são deputados e optaram por receber seus salários como deputados ao invés do salário de secretários do Estado.

Giovani Feltes e Márcio Biolchi, ambos do PMDB, são deputados federais, e Lucas Redeker (PSDB), Ernani Polo e Pedro Wetphalen do PP são deputados estaduais. Ao manterem seus salários e abrindo mão do mandato para os suplentes tanto a Câmara Federal, quanto a Assembleia Legislativa, desembolsam salário dobrado para uma mesma vaga. Ganha o Executivo que não paga o salário de cinco deputados.

A situação não gera uma economia despresível para o caixa do Executivo. Mas nesse momento onde todos os salários do funcionalismo foram parcelados a situação fica, no mínimo, constrangedora.

Feltes é o Secretário da Fazeda e Biolchi da Casa Cívil. Coube aos dois passarem "as más notícias" de que os salários teriam um teto de R$ 2.150,00 (no dia 31/07), que haveria mais uma parcela de R$ 1.000,00 no dia 10 e o restante só no dia 25 de agosto (5 dias antes de começar a pagar, novamente a folha).

Os dois deram discursos que a situação era difícil e que sabiam o que era passar por essa situação. No caso não sabem. Eles receberam o salário intergral no dia 22 de julho. Segundo um contracheque passado para o Polenta News, obtido diretamente pelo Portal Transparência da Câmara dos Deputados, mostra que o salário de Feltes e Biolchi é de R$ 25.079,88 líquidos!

Mais de 10 vezes maior do que todos os servidores públicos gaúchos receberiam 9 dias depois.

Nada de ilegal. Mas não passa o exemplo necessário para o momento de crise que o Governo Sartori diz viver. Ao que parece há uma grande cortina de fumaça que encobre a realidade das contas públicas. A "transparência" foi para o espaço e sobra especulações. Fica difícil entender como até dezembro tinha dinheiro para o pagamento do funcionalismo, inclusive do 13º, e no mês seguinte não há mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com