terça-feira, 18 de agosto de 2015

MP denuncia deputado Basegio e mais cinco por desvio de dinheiro público

O deputado estadual Diógenes Basegio (PDT) e mais cinco pessoas foram denunciados pelo Ministério Público, nessa segunda feira (17), por um suposto esquema de recursos públicos que pode chegar a R$ 2,5 milhões.

Basegio é acusado de exigir parte dos salários dos servidores nomeados no seu gabinete durante a legislatura passada (2011-2014). Além disso ele teria fraudado documentos para receber diárias fictícias e teria mantido pelo menos duas funcionárias fantasmas.

O esquema todo teria sido delatado por um ex assessor de Basegio.

O Procurador-geral de Justiça, Marcelo Dornelles, denunciou Baségio e mais três assessore por formação de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e concussão (que é quando o servidor público se utiliza do cargo para obter vantagem pessoal). Segundo o procurador um valor mensal que variava entre R$ 30 mil e R$ 50 mil eram desviados. Dornelles afirma que, pela quebra do sigilo bancário do deputado foi possível confirmar os desvios.

Se condenado Basegio e os outros três assessores podem pegar penas de até 20 anos se forem condenados. O deputado ainda é investigado pelo Tribunal de Contas do Estado por outra possível fraude, a adulteração dos odômetros do carro para conseguir um valor maior de ressarcimento da Assembleia Legislativa.

Em junho, quando apareceram as denuncias, o deputado se afastou da liderança do PDT na Assembleia.

A Subcomissão de Ética da Assembleia pediu a cassação de Basegio. A votação da Comissão de Ética para decidir se o caso será levado ao plenário da Casa ou arquivado está marcada para o dia 31.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com