sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Agressores de Mantega recuam e pedem perdão


Tigres na frente dos celulares, gatinhos na frente de um juiz. Os agressores do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega voltaram atrás e agora pedem perdão, segundo a colunista Mônica Bergamo.

Diante de queixa-crime por injúria, calúnia e difamação, os dois empresários que xingaram, em junho, Mantega, em um restaurante de SP, procuraram o advogado do ex-ministro, José Roberto Batochio, e propuseram acordo.

Marcelo Melsohn disse que ofendeu Mantega "irrefletidamente", afirma estar arrependido e diz reconhecer que ele é "probo, honesto e digno". Já João Locoselli declara que nada sabe sobre o economista que "possa desaboná-lo em sua vida pública"

Mantega assinou ontem os dois pedidos de desculpas, concedendo aos empresários seu "perdão", exigência da lei para que a ação judicial seja suspensa, afirma a jornalista.

Como perderiam a ação e teria que desembolsar uma soma bastante significativa de dinheiro os dois colocaram o rabinho entre as pernas e foram pedir arrego. Mantega em uma demonstração de integridade que superou a dos seus agressores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com