domingo, 13 de setembro de 2015

Delação da Andrade Gutierrez atinge Aécio, Serra e Aloysio


Com a cobertura seletiva feita pela mídia você, provavelmente, não verá essa notícia nos jornais e redes de televisão. Mas deveria. Isso porque ela começa a contar uma história muito diferente dos desvios que as empreiteiras faziam na Petrobrás. 

Dois executivos da construtora Andrade Gutierrez, uma das envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras e investigada pela Operação Lava Jato, citarm os nomes das principais lideranças tucanas em suas delações premiada.

São mencionados os senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes (SP). 

A fonte dessa informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder, que não pode ser chamado de petista nem pelo maior admirador de Olavo de Carvalho.

Aloysio já é alvo de pedido de investigação da Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal. E Aécio já foi mencionado em depoimento do doleiro Alberto Youssef por ter recebido dinheiro de Furnas, em plena CPI da Petrobras na Câmara dos Deputados.

A empreiteira, que teve seu presidente, Otávio Azevedo, preso em junho, foi a maior doadora de recursos na campanha de Aécio à presidência em 2014. Foram 322 doações, que somaram mais de R$ 20 milhões, de acordo com dados do TSE.

Apesar dos tucanos de alta plumagem estarem sendo acusados de desvios milionários eles possuem uma farta blindagem da mídia e ainda por cima tem a cara de pau de fazer movimento pró-impeachment.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com